23 de Abril de 2018

Basílica do Bonfim é a principal referência do turismo religioso na Bahia

Construída em 1754, a Basílica Santuário conta com estrutura de restaurante, café, lojas e outros equipamentos para receber o público


Basílica do Bonfim é a principal referência do turismo religioso na Bahia

O turismo religioso vem crescendo no Brasil. Segundo dados do Ministério do Turismo, mais de 18 milhões de fiéis se deslocaram entre os principais destinos religiosos do Brasil. Na Bahia, a Basílica Santuário do Senhor do Bonfim é ponto obrigatório para quem visita Salvador, além de representar dois dos eventos mais tradicionais do País, a Festa e Lavagem do Bonfim, essa última ocorre anualmente na segunda quinta-feira de janeiro.
Entregue aos fiéis em 1754, a Basílica Santuário do Senhor do Bonfim teve sua construção iniciada em 1745 por um grupo de leigos católicos portugueses com o objetivo de propagar no Brasil o culto ao Senhor do Bonfim e a Nossa Senhora da Guia. O fundador foi o capitão da Marinha Mercante portuguesa, Teodhósio Rodrigues Farias, que após salvar-se de um naufrágio fez promessas de construir um templo nos mesmos moldes do existente na cidade de Setúbal, em Portugal.
Era apenas uma capela, mas a Devoção do Senhor do Bonfim foi realizando melhorias e a região foi crescendo como área de veraneio da burguesia baiana, recebendo grandes comerciantes, fazendeiros, governadores e o arcebispo. O templo recebeu inúmeras reformas, ganhou pintura no teto e firmou parceria com a cidade do Salvador. A Devoção foi responsável pela construção da Avenida Dendezeiros, que leva à Colina Sagrada, e da Casa dos Romeiros, espaço para abrigar os fiéis que se dirigiam de todo o Estado e País para o santuário.
Reitor da Basílica, o padre Edson Menezes da Silva sabe da importância da Igreja para os fiéis católicos e também para toda a comunidade. "A igreja não atrai apenas os fiéis católicos, mas também apreciadores da cultura de todas as partes do planeta, devido ao seu acervo, sua história. Recentemente, foi reinaugurado o Museu dos Ex-Votos e a Igreja do Bonfim é hoje a única do País a permitir a visitação à torre”.
Segundo ele, para atender os visitantes, existe hoje toda uma estrutura formada por restaurante, casa de café, lojas de artesanato, estacionamento, entre outros equipamentos que garantem a acessibilidade e o conforto para os turistas. Nas sextas-feiras, a igreja recebe o maior número de fiéis, abrindo, com Missas de hora em hora, entre as 5h e 18h30.
Recentemente foram anunciadas a restauração do altar-mor, executada pela Fundação Gregório de Mattos – sob supervisão do Iphan -  e requalificação elétrica do templo, realizada pelo governo do Estado. Além disso, a prefeitura se comprometeu a requalificar a Praça do Bonfim e construindo o Caminho da Fé, entre a Igreja de Irmã Dulce e a Colina Sagrada.



15

Nov

Feriado da Proclamação da República

Local: Basílica Santuário do Senhor do Bonfim

18

Nov

33º Domingo do Tempo Comum – Dia Mundial do Pobre

Local: Basílica Santuário do Senhor do Bonfim

23

Nov

Dia de atividades comemorativas do Dia do Pobre

Local: Casa 49