23 de Março de 2019

Tempo de graças

Até o dia 21 de abril, os devotos do Senhor do Bonfim poderão visitar a imagem original e tocar a cruz


Os devotos do Senhor do Bonfim ganharam mais um motivo especial para subir a Colina Sagrada. Até o domingo de Páscoa (21 de abril), os soteropolitanos e turistas poderão visitar a imagem original do Senhor do Bonfim, que está exposta para a veneração dos fiéis na Basílica Santuário. Uma Missa Solene presidida pelo reitor, padre Edson Menezes da Silva, durante a manhã desta sexta-feira (22), marcou a abertura da Jornada de Veneração a Santa Cruz do Senhor do Bonfim.

Em sua homilia, o padre Edson explicou aos fiéis que há três motivações especiais para esta Jornada: preparar a celebração dos 275 anos da chegada da imagem à Salvador, o seu retorno para o altar-mor e para pedir a sua proteção. “Será um momento forte de renovação da fé das pessoas. Um momento forte de espiritualidade e uma experiência da misericórdia de Deus. É a oportunidade de cada um colocar as suas cruzes na cruz do Senhor do Bonfim. Certamente muitas pessoas serão atraídas até aqui e a Colina Sagrada é sempre aquele lugar que todos buscam encontrar a Deus”, afirmou o reitor da Basílica Santuário.

Após a celebração, os fiéis aguardavam ansiosamente pela oportunidade de chegar bem perto da imagem do Senhor do Bonfim. O padre Edson e o juiz da Irmandade mantenedora do Santuário, Francisco José Pitanga Bastos inauguraram a exposição da imagem e foram os primeiros a rezarem diante dela. Em seguida os devotos, que já formavam uma fila ao longo do corredor, também prestaram homenagens ao Senhor do Bonfim. O acesso à imagem ocorre pela lateral direita da Basílica. Além da veneração, os fiéis também terão a oportunidade de passar pela Porta da Misericórdia, marco arquidiocesano do Ano da Misericórdia instalado em 2016.

Para o juiz da Irmandade, a imagem do Senhor do Bonfim tem um significado para o povo baiano que vai além da fé. “Realmente é uma grande emoção. É uma oportunidade única, talvez a nossa geração nunca mais viva um momento como esse. Essa imagem está aqui há 274 anos, mas sempre no altar-mor, um pouco afastada do povo. É um ícone da arte sacra e tem um valor histórico incalculável. Essa imagem e essa igreja são o cumprimento de uma promessa do fundador da Irmandade, o capitão Teodósio Rodrigues”, ponderou Francisco José Pitanga.

Aos 100 anos, a senhora Margarida da Conceição subiu a Colina para tocar a imagem do Senhor do Bonfim. “Jesus morreu por amor a nós. É por isso que estou aqui! Ele merece todo o meu amor”, contou a devota centenária. O funcionamento da Basílica Santuário é de segunda a quinta-feira e sábado, das 7h às 18h; às sextas e domingos, das 6h às 18h.

Fotos: Gildo Lima

Fonte: Patrícia Luz




31

Mai

Última Sexta-feira do mês - Coroação de Nossa Senhora após a Missa das 17h

Local: Basílica do Bonfim

31

Mai

Arraiá da Sagrada Colina

Local: Centro Comunitário Senhor do Bonfim