Notícia

27 de Maio, 2014

Devotos comemoram centenário de nascimento da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres

Cerca de 20 mil devotos da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres estiveram presentes no domingo (25) para comemorar o centenário de nascimento do Anjo Bom da Bahia.

Cerca de 20 mil devotos da Bem-Aventurada Dulce dos Pobres estiveram presentes no domingo (25) para comemorar o centenário de nascimento do Anjo Bom da Bahia.  

As homenagens começaram com uma procissão que saiu da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, às 16h, e seguiu em direção à Praça de Irmã Dulce, no Largo de Roma, onde foi celebrada uma missa campal pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger. A imagem da Beata foi acompanhada durante toda a caminhada pela Imagem Peregrina do Senhor do Bonfim.   

“A Bem-Aventurada Dulce dos Pobres é um marco, um referencial. As ações de Irmã Dulce mudaram a história porque ela fez o que estava ao seu alcance, sabendo motivar outras pessoas”, disse Dom Murilo.

Padres (entre eles o Reitor da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, padre Edson Menezes e o padre Antônio Maria), religiosos e autoridades civis e militares também estiveram presentes no evento. O governador do Estado da Bahia ressaltou o exemplo que foi a Beata Dulce. “Valorizar o trabalho da Beata é bom para que outros tenham essa mesma postura. Ela é um exemplo. Eu acho que a OSID (Obras Sociais Irmã Dulce) mantêm o espírito daquilo que ela fez aos mais carentes. O exemplo deve inspirar muita gente”.

As celebrações pelo centenário de Irmã Dulce seguem ao longo do ano. Entre as principais ações programadas estão o lançamento de um livro e um filme sobre a vida e a obra da religiosa.


Centenário da Irmã Dulce