Notícia

14 de Abril, 2014

Milhares de fiéis participam da Procissão do Domingo de Ramos em Salvador

Um verdadeiro tapete verde. Esse foi o cenário formado por milhares de fiéis para recordar na manhã deste domingo (13) a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém.

Um verdadeiro tapete verde. Esse foi o cenário formado por milhares de fiéis para recordar na manhã deste domingo (13) a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. Crianças, jovens, adultos e idosos participaram acompanhados do Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger e de seus auxiliares Dom Gilson Andrade da Silva e Dom Marco Eugênio Galrão da procissão de Ramos que saiu da Praça do Campo Grande em direção à Praça Municipal.

Antes da saída da caminhada Dom Murilo falou sobre os sentimentos que envolvem a celebração. “O primeiro sentimento é a gratidão. Jesus morreu por amor e nos ensina que amar é dar a vida pelo outro. O segundo é na verdade, um pedido. Jesus vai passar em algumas ruas dessa cidade. Queremos que Ele passe em cada rua, em cada casa. Peça a Jesus que Ele visite a casa das pessoas que não estão aqui. Eu tenho certeza que, por causa do seu pedido, as pessoas serão abençoadas. O terceiro é o acolhimento. O povo de Jerusalém acolheu Jesus com alegria. Hoje nós queremos dizer que nós nos alegramos com a presença de Jesus em nossa vida”.   

Logo após a bênção das palmeiras Dom Murilo e seus Bispos auxiliares caminharam juntamente com os fiéis, animados com quatro trios elétricos, pelas ruas do centro de Salvador para celebrar o início da Semana Santa. Nem mesmo a forte chuva que caiu logo na saída do Campo Grande desanimou os participantes, que demonstraram muita fé, oração e resistência, e substituíram os ramos por guarda-chuvas. Porém, minutos depois a chuva deu uma trégua e o tapete verde voltou a reinar. 

Ao chegar na Praça Municipal os fiéis acompanharam, já debaixo de um sol escaldante, a missa celebrada por Dom Murilo. Durante a homilia o Arcebispo aproveitou para pedir paz. “Dados da ONU apresentam um quadro em que Salvador é a 13ª cidade mais violenta do mundo. Os ramos são símbolo de paz. Temos que trabalhar pela cultura de paz e desarmar nosso coração. Salvador tem que ser a cidade da paz por carregar esse nome”, disse.     

O domingo também foi momento de celebrar o Dia Mundial da Juventude. Os jovens, inclusive, marcaram grande presença na procissão. Duas jovens leram uma mensagem enviada pelo Papa Francisco. “Queridos jovens, Jesus interpela-nos para que respondamos à sua proposta de vida, para que decidamos qual estrada queremos seguir a fim de chegar à verdadeira alegria. Trata-se de um grande desafio de fé. Jesus não teve medo de perguntar aos seus discípulos se verdadeiramente queriam segui-Lo ou preferiam ir por outros caminhos (cf Jo 6,67). E Simão, denominado Pedro, teve a coragem de responder: ‘A quem iremos nós, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna’ (Jo 6, 68). Se souberdes, vós também, dizer ‘sim’ a Jesus, a nossa vida jovem encher-se-á de significado, e assim será fecunda”, escreveu o Pontífice.        

Por: Anna Carolina Lima

Procissão de Ramos - 2014