Notícia

14 de Julho, 2014

Missa deste domingo (13) tem como Evangelho a parábola do semeador

O reitor da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, padre Edson Menezes, celebrou na manhã deste domingo (13) a missa do 15º Tempo Comum

O reitor da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, padre Edson Menezes, celebrou na manhã deste domingo (13) a missa do 15º Tempo Comum.

"Um dos mais belos da Sagrada Escritura que nos convida a fazer uma avaliação sobre a nossa disposição interior para escutar, acolher e vivenciar a Palavra de Deus e nos mostra que a semente do Reino está destinada a produzir frutos, apesar dos grandes desafios e empecilhos que possam surgir", comentou o padre fazendo referência ao Evangelho de Matheus, sobre a parábola do semeador.

Padre Edson também ressaltou a relevância da Palavra de Deus. "Fica então evidente a importância, a grandeza e o valor da Palavra de Deus para nós e que a Palavra só produzirá frutos no coração daquele que comparado a terra boa, deixa-se seduzir por Deus. Portanto, devemos procurar acolher a mensagem divina, meditar, vivenciar para poder partilhar os frutos, ou seja, os resultados das experiências feitas. Deus garante, na primeira leitura, a força e a eficácia da sua palavra e nós testemunhamos no decorrer da história os resultados: a vida surgiu, nações foram libertadas, pessoas foram transformadas, prodígios aconteceram a partir do poder e da força da palavra. Da palavra que gera vitalidade, ânimo e esperança".

Finalizando, convidou os fiéis para avaliar a relação deles com a Palavra de Deus. "Portanto, caríssimos irmãos e irmãs, neste domingo, façamos uma avaliação da nossa vida de fé e vejamos se realmente estamos ouvindo, assimilando, vivenciando e praticando os ensinamentos da Palavra de Deus; se estamos favorecendo a ação de Deus na nossa vida, deixando que a sua vontade se realize em nós, na nossa família, na sociedade e no mundo. Para que possamos acolher a Palavra de Deus e esta palavra produza frutos em nossa vida é necessário que como Maria possamos querer e dizer: “Faça-se em mim segundo a tua palavra”.  Cf. Lc 1,38".