Notícia

02 de Novembro, 2017

Nossa Senhora da Guia abre ciclo de festas da Basílica do Bonfim

Imagem de Nossa Senhora chegou ao Brasil juntamente com a do Senhor do Bonfim e desde 1754 ocupa a Basílica

Conta a história que a imagem de Nossa Senhora da Guia chegou ao Brasil, mais precisamente à Bahia, em 1745, junto com a imagem do Senhor do Bonfim. Inicialmente, os santos foram levados à Igreja de Nossa Senhora da Penha, na Ribeira. A devoção foi importada de Portugal, sendo criada na Bahia uma associação com o intuito de difundir os dois cultos e levantar verba para construção de uma igreja. O templo erguido chama-se Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, localizado no Alto da Colina Sagrada e foi concluído em 1754. As duas imagens, de Mãe e Filho, foram transladadas em procissão e desde então são consagradas em seu lar definitivo.

Nossa Senhora da Guia, Padroeira dos navegantes, é um dos muitos títulos da Virgem Maria. Sua devoção é muito forte em terras portuguesas e em Salvador sua festa abre o ciclo da Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, entre os dias 06 e 12 de novembro, com uma série de atividades que culminam com alvorada e Missa Solene no domingo (12). A juíza da festa, Maria de Fátima de Carvalho Rêgo diz que é um momento importante na tradição católica de Salvador e que exalta a grandeza da Mãe de Jesus.

O tema deste ano é “A devoção a Nossa Senhora nos aproxima de Jesus, Senhor do Bonfim. Suas aparições e manifestações convidam à conversão e santificação pessoais”. Na primeira noite da festa, dia 06, às 18h será realizado o hasteamento da bandeira de Nossa Senhora da Guia, dando início à programação, com pregação do padre José Carlos Santos, da Paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe, no Alto do peru. Na segunda noite, 07, a partir das 19h, será comentada a história e aparição de Nossa Senhora das Graças, com o padre Márcio Augusto, do Alto de Coutos. Na quarta-feira (08), 19h, o tema será Nossa Senhora de Lourdes, com o padre Adilton Santos, da Paróquia do Alto das Pombas. Na quinta-feira (09), acontecerá a recitação do Terço, a partir das 18h, com os membros da Associação Nossa Senhora de Fátima, com a pregação do pároco Eduardo Henriques, Reitor do Santuário de Nossa Senhora de Fátima, nos Barris. O tema será a aparição de Nossa Senhora de Fátima. Na sexta-feira (10), o padre Renato Minho Figueiredo Filho, da Paróquia de São Francisco de Assis, em Saramandaia, será o responsável pela pregação. No sábado (11) o padre Luiz Amado Gomes, da Paróquia do Imbuí, fala às 19h, sobre a história do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida no Rio Paraíba do Sul. O domingo (12), além da alvorada, às 5h, acontece a Missas Solene às 9h, presidida pelo Bispo Auxiliar Dom Gilson Andrade da Silva. Ainda haverá outros horários de Missas neste dia: 7h30, 11h, 15h e 17h.